Volte dez anos! Estamos falando do ano de 2009, onde a presença digital estava começando a estourar no país.

Ter uma reputação digital é ter presença on line.

E como se consegue? De variadas formas.

Tudo o que for publicado na web com o seu nome, seja positivo ou não, vai colaborar para a sua reputação digital.

Atualmente Facebook é o maior gerador de conteúdo do planeta, ele fez 15 anos em fevereiro de 2019. Pensem que 2,6 bilhões de pessoas acessam o Facebook no mundo.

No Brasil o número chega a 127 milhões, ou seja, mais de 65% da nossa população publicando conteúdos quase que diariamente. Já no Instagram os números chegam aos incríveis 64 milhões de brasileiros, só perdendo para os Estados Unidos, com 121 milhões e Índia, 71 milhões. Ou seja, temos um sétimo da população do planeta conectada e postando conteúdos.

Quando paramos para pensar no volume de informação que jorra pela web precisamos avaliar também a qualidade deste conteúdo, pois é nele que estará conectada a sua reputação digital, através de fotos, textos, vídeos, ilustrações ou qualquer outra forma de material digital.

Para profissionais, o site é sem dúvida o melhor caminho para a construção da sua reputação digital.

Qual a importância da reputação digital?

Simples, quando você busca por produto ou serviço a primeira ação é jogar a busca na internet e a partir dele avaliar qual a melhor opção, certo?

A qualidade de todo o seu material digital estará associada ao seu nome, marca ou empresa. Por isso a importância da combinação de informações publicadas, já que estarão direcionadas pela web para o seu conteúdo. Todas as referências tais como, cidades em que esteve, lugares que trabalhou ou trabalha, fotos compartilhadas, comemorações, textos e graduação estarão lá, gravadas na www.

Quando você é um especialista em algum assunto, quanto maior a quantidade de conteúdo sobre o mesmo você tiver, melhor será a sua reputação na web.

E digo mais, não basta ter somente uma boa reputação, tem que estar bem colocado nas primeiras posições para atrair um público segmentado e especifico para a sua especialidade. Os veículos de comunicação utilizam, e muito, as ferramentas de buscas. São ágeis e trazem informações múltiplas para todos os assuntos.

A ordem é a seguinte:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Pense numa grande rede de pesca. Você é o pescador e a internet é o oceano.

Quantos peixes estarão navegando neste exato momento e buscando informações sobre o assunto que você domina? A isca é o seu conteúdo.

Tenha eles na sua rede!

Publicado por: Cris Cadime